quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Planejamento com aportes progressivos

Mais um dia de mente borbulhando...
Segue mais um pensamento.
Estou aberto a discussões, sugestões e críticas !

Clique aqui e veja a planilha exemplo da forma que estou pensando.

Características deste planejamento

Chama a responsabilidade de você mesmo juntar dinheiro e procurar melhorar a renda e não ficar rezando para as altas da bolsa.
O valor do aporte vai aumentando ao longo do tempo. É esperado o aumento da renda ao longo da carreira possibilitando este aumento de aporte. (tomara!). Se não aumentar o seu salário ao longos dos anos, esqueça esse planejamento.
Estimando com o rendimento de renda fixa e tomando a responsabilidade dos aportes, a probabilidade de que a simulação dê certo é muito grande, pois acredita-se que renda variável dê mais que renda fixa ao longo prazo.

Acho que o ideal é:

Estipular em quantos anos vc quer alcançar a meta. Claro que todo mundo quer o mais rápido possível. Mas seja realista nos aportes e rendimentos.
Investir parte em renda fixa (aconselho tesouro direto) e em renda variável. O percentual para cada uma, você decide.
Caso consiga uma velocidade de rendimento maior que 6% líquido ao ano, vc tem a opção de diminuir, amenizar os aportes futuros, fazendo ajustes a cada mês. Ou seja, você até aproveita um pouco para colocar um aporte maior quando o mercado estiver em baixa e diminui quando estiver em alta. As "variáveis" seriam os aportes mensais e sua meta de renda mensal.

8 comentários:

  1. Excelente! Aumentar progressivamente o valor dos aportes é fundamental para que a grana do salário faça algum efeito no acumulação de capital da carteira de investimentos.


    Isso, aliás, foi uma das duas críticas construtivas que fiz ao método do Arnaldo, das ações da Vale.


    Essa questão dos aportes progressivos também foi descrita por Michael Edleson, no livro Value Averaging. Parabéns pela planilha, executando-a, terá grande chance de êxito!



    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Olá ID,

    Gostei da ideia.
    Eu procuro corrigir anualmente o valor dos aportes de acordo com a inflação do período.
    Também defendo o investimento de porcentagem do salário, assim o salário sobe o valor a investir sobe proporcional.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Legal e importante a sua planilha.
    E como você sabe, quanto mais cedo começar a poupar e fazer os aportes mais cedo se atinge suas metas.
    Inclui na sua planilha uma coluna para colocar o realizado, e assim você pode fazer a comparação do Planejado vs. Realizado.

    Abraços e sucesso.
    http://cztradingsystem.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu aconselharia manter o seu plano que está muito bom pela planilha e esqueer os prazos, é melhor ficar surpreso com um resultado bom do que ficar insatisfeito por um resultado bom que não saiu dentro da "meta".

    Abcs,

    ResponderExcluir
  5. Guilherme,
    Aumentar o valor dos aportes é o ideal mesmo. Mas pelas minhas simulações, não conseguirei aumentar o aporte o tanto que precisaria apenas com uma fonte de renda. PoisAo longo dos anos o aporte tomaria uma parcela cada vez maior do salário. Ou seja, a velocidade do aumento do aporte está maior que o aumento do meu salário.rs

    ResponderExcluir
  6. Jonatas,
    Aumentar o valor do aporte de acordo com a inflação só manteria a renda futura. Preciso de um aporte maior ainda.

    CZ,
    Realmente, quanto mais dinheiro poupar, menor esforço futuro. Esta planilha foi apenas um exemplo. Na minha planilha oficial tenho o realizado e o planejado.

    FI,
    Posso até ter resultados bons futuros.
    Não posso esquecer os prazo. Pois o objetivo maior é ter independência financeira o quanto antes possível, sem afetar muito a vida presente. abs

    ResponderExcluir
  7. Também já mudei de novo a estratégia de independência financeira.
    Em breve irei publicar ! rs

    ResponderExcluir
  8. Simplesmente aplique todo o dinheiro que tiver disponivel a cada mes.

    ResponderExcluir