domingo, 17 de outubro de 2010

Semi-aposentadoria

Achei muito interessante o assunto semi-aposentadoria fornecido pelo Investimentos e Finanças.
http://investimentosefinancas.blogspot.com/search/label/Aposentadoria

Ao invés de passar 15, 20... 25 para depois parar de trabalhar para aproveitar a vida, talvez seria melhor trabalhar metade do tempo e a outra metade curtir. Mas será que quem trabalhou durante 30 anos vai parar e vai fazer o que da vida ?
Ouvi em uma reportagem de um dos mineiros do Chile, de uns 50 anos de idade, que VOLTARIA a trabalhar nas MINAS ! Que a vida dele era aquela, que o pai dele trabalhou a vida inteira nas Minas também. Fiquei assustado com isso.

Uma estratégia para alcançar a semi-aposentadoria poderia ser: acumular uma quantia que gere 50% do salário atual e buscar um trabalho movido pelo real gosto do trabalho. Duvido que exista mais de 10% das pessoas que realmente gostam de trabalhar 8 horas por dia e que realmente tem paixão pelo seu trabalho atual.

Mas onde arranjar um trabalho de 4 horas por dia ? Eu não sei. rs
Vejo que o caminho seria ser trabalhador autônomo ou dono de alguma empresa.
Buscar um emprego que tenha mais liberdade, flexibilidade e gosto por fazer.
Quem tiver alguma ideia boa sobre isso, favor comentar comigo ! rs

Semi-aposentadoria é mais fácil de alcançar. Mesmo os ricos trabalham pelo menos uma parte do tempo. Pois também quem não ter NADA o que fazer, uma algum momento pode tornar entedioso.


Pensar em finanças acaba também nos fazendo pensar sobre o modo que levamos a vida.

24 comentários:

  1. Interessante seu raciocínio, ID. A semi-aposentadoria é uma ideia que pode ser levada a cabo.


    No semi-período vc pode trabalhar na área acadêmica, p.ex. Voltar a estudar e dar aulas, em algum assunto que te motive. Faculdade é o q mais tem ultimamente, e as oportunidades estão aí.


    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Prezado ID

    Este post me fez rever todos os meus princípios.

    Se já estava uma bagunça na minha cabeça, agora pirou de vez.

    Vou fazer uma coisa diferente. Vou estabelecer a data da minha semi-aposentadoria, vou trabalhar mais dois anos e investir o máximo possível, depois disso só 3x e 1/2 por semana.

    Realmente este post faz a gente pensar.

    abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
  3. Pois é Guilherme,
    Dar aulas é uma opção. Vou estudar outras também... Pensando!
    abs

    ResponderExcluir
  4. I40,
    A Mente borbulhou aí ? rs
    Pois é, semi-aposentadoria é uma meta mais fácil, mais rápida e tb acho um pouco mais realista para mim. Mas levanta mais um questionamento, do que se fazer da vida em breve.
    abs!

    ResponderExcluir
  5. ED e demais colegas,

    Eu nunca pensei em parar de trabalhar, gosto de trabalhar.
    Na verdade pretendo aos 50 (tenho 31) começar tudo novamente. Nova faculdade, novos desafios, tudo novo. É claro que sem me estressar com dinheiro, o valor acumulado até lá já será suficiente para se aposentar.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Jonatas,
    Sim, o ideal é menos stress e mais liberdade !
    E prazer no trabalho. Fazer o que gosta. E quando não gostar mais, poder parar e tentar outras coisas.
    abs

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito deste conceito de semi-aposentadoria.
    .
    Uma coisa que tenho pensado ultimamente pra ganhar uma grana extra é dar aulas de inglês 2/3/4x na semana nesses cursos tradicionais CCAA, Wisdon, Wizard.
    .
    Assim você pode aumentar seu rendimento e treinar e manter o seu inglês. Se der aulas 4x na semana com hora-aula R$ 20,00 já são R$ 320,00 a mais no orçamento do mês
    .
    Abcs

    ResponderExcluir
  8. Willy,
    Se vc curte muito inglês é uma ótima sim.
    Agora ficar dando a mesma aula pra várias turmas, não acho bacana não...
    Fico pensando tb em buscar uma semi aposentadoria onde não tenha horário fixo. Aí seria mais interessante ainda.

    ResponderExcluir
  9. Willy,

    Quem dera essas escolas pagassem 20 reis/hora. Se pagarem 12,00 já é muito.

    ID, aulas para vários ou muitas turmas dependerá mais da motivação, eu particularmente adoro dar aulas, dou aulas 4 dias por semana a noite.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Gostei desta visão também, depois vou fazer as contas hehe.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  11. Apoio a idéia.

    Existem muitas formas de trabalhar sem ser do modo tradicional.

    - Escrever blogs sobre assuntos que gosta
    - Dar aulas de algum assunto que domina
    - Se não domina nenhum assunto, comece a estudar com afinco assunto que goste
    - Dar palestras
    - Fazer mestrado/doutorado com bolsa
    - Prestar serviços pela internet
    - Fotógrafo ou jornalista freelancer
    - Ilustrador freelancer
    - Tradutor / Professor de idioma
    - Trader

    Entre outros...

    ResponderExcluir
  12. Ser dono de empresa e trabalhar 4 hs por dia não existe, hahaha...
    Pelo menos nos primeiros anos o sucesso vai depender de trabalhar bem mais que o normal (que seria 8 hs).

    ResponderExcluir
  13. Olá ID, tudo bem?

    Aqui quem fala é o Renato Martins do Blog do Goldmap. Gostaria de lhe fazer uma pergunta: Hoje você gosta e vibra com o que faz/trabalha? Você acorda às segundas feliz em acordar de um bom fds de descanso e volta para o trabalho q realmente gosta?

    Abs,

    Renato.
    Goldmap

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renato,
      Trabalho com informática. Gosto do que faço, não adoro intensamente. Mas também eu não me vejo ligado em outra profissão a não ser alguma coisa relacionado a informática/internet. Não tenho ódio mortal ao trabalho, mas acho que 8 horas por dia é coisa demais.
      E também considero um erro a maioria ter apenas 1 fonte de renda. Apenas uma fonte de renda nos deixa muito aprisionado. Sem flexibilidade.
      Claro que tenho momentos que gosto, vibro e sinto orgulho do que faço. Alguns momentos.
      Mas não me lembro qual segunda feira que acordei feliz e contente, vibrando pra ir trabalhar.rs
      E acredito que uns 80% das pessoas tb não. rs

      abs!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Hehehe... legal sua sinceridade!

      Eu fiz essa pergunta pq acho o tema q vc colocou extremamente relevante para reflexão. Buscar uma aposentadoria ou uma semi-aposentadoria (q seria para mim mais para um novo estilo de vida) é algo interessante sim, mas é um caminho longo que exige trabalho, tempo, estudo e uma pitada de sorte até chegar lá.

      E aí estamos chegando no ponto central q eu queria colocar: Segunda-feira não é o dia para voltar para as grades do trabalho. Segunda-feira é dia de voltar para sua paixão. Se você trabalha pelo final de semana, você está fazendo alguma coisa errada.

      E muitas vezes quando você olha para o lado, 80% das pessoas (usando a sua estatística.. rs) também estão alí presas no mesmo trânsito infernal que você.

      A mensagem que eu queria deixar é: tenha muito cuidado com a tão sonhada liberdade financeira. É necessário alcançá-la sim, por uma questão de sobrevivência financeira no longo prazo e não como um propósito de vida.

      Ah! E uma dica final: Conseguir trabalhar 4h por dia sendo empresário é algo realmente improvável. Pesquise quantas horas por dia em média trabalhavam Steve Jobs, José Alencar e qualquer outro empresário no final de suas vidas.

      Camarada, um abraço!

      Renato.
      Goldmap.

      Excluir
    4. Tb acho que trabalhar 4h por dia sendo empresário é algo realmente improvável. Por isso acho que o caminho é a renda passiva, como os investimentos.
      Não preciso de toda a grana do Steve Jobs...com bem menos, muito menos estaria bem tranquilo!rs

      abs!

      Excluir
    5. Concordo contigo, ID!!
      E é isto que estou começando a me planejar para alcançar!
      8h por dia é mta coisa!! Passo mais tempo com colegas do trabalho do que com as pessoas que gosto..

      Definitivamente não me encaixo neste medelo de vida! Não quero passar mais da metade da minha trabalhando! Não quero ter que esperar ficar velha para me aposentar e poder aproveitar as coisas boas da vida!

      As pessoas veem com maus olhos isso! Qual é o problema em não concordar em ser escrava do trabalho?? Quero superar este tabu para ter mais qualidade de vida!!

      Não almejo ficar rica, apenas quero ter condições de ter uma vida financeira mediana com a liberdade de poder proveitar a plenitude da vida HOJE!

      Ju

      Excluir
    6. Oi Ju,

      Eu penso exatamente isto que vc citou!
      E algumas pessoas veem com maus olhos mesmo. E para alguns, nem vale a pena comentar nada. Confundem independência financeira com ser vagabundo ou preguiçoso para trabalhar. O melhor é conversar sobre isto com quem entende este nosso ponto de vista.
      Boa sorte na sua jornada!

      Abs!

      Excluir
  14. Trabalhar como músico é uma excelente opção sobre essa ótica, e não chega no geral a 4 horas por dia, pode chegar a 4 hrs por mes, fora o tempo de dedicação ao intrumento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fábio,

      E pelo que parece, esta opção encaixa para vc.
      É uma boa. Sobrará muito tempo para treinar e se tornar um músico
      cada vez melhor.

      Para mim não serve. Não sou tão fanático assim por música.

      abs!

      Excluir
  15. Olá pessoal!

    Sei que o post é antigo, mas vou comentar, quem sabe serve de inspiração para alguns. Cheguei aqui através dos comentários num post do http://viverderenda.blogspot.com.br. Comecei a investir em 2010, logo após a crise, e tive motivações devido experiências de vida. Na mesma época, já me desenvolvia num hobby despretensioso e com começo tardio: a Fotografia. Porém, não qualquer tipo de foto, um nicho específico. Montei uma sociedade informal e isso gerou uma renda extra, esporádica, paralela. Trabalhávamos aos finais de semana, nunca me atrapalhou em minha carreira principal. Com o passar dos anos, além de acumular experiência (nos 2 campos), juntei capital e cheguei ao ponto atual em que tenho uma renda oficial e uma renda extra esporádica com as fotos. Além disso, os rendimentos financeiros (RF) começam a ajudar na renda mensal. Poderia estimar que 60% vem do salário, 30% do rendimento e em média 10% das fotos. Existem meses que os valores mudam, mas já começo a pensar numa transição gradual da minha carreira oficial para a carreira alternativa, seria uma semi-aposentadoria. Meu plano inicial é a independência financeira, mas querendo ou não, é bom ter uma atividade mesmo "aposentado". Como ainda não cheguei nos 40, tenho tempo para pensar, planejar e decidir. Quando meu rendimento for +50%, meu salário representar 30% ou menos e me dedicando exclusivamente com as fotos conseguir 20% ou mais, posso pensar em virar a chave, imagino.

    Assim, a semi-aposentadoria pode durar uns 10-20 anos ou a vida toda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Edu,

      Obrigado pelo seu depoimento!
      É muito

      Excluir