domingo, 31 de outubro de 2010

Minha Organização Financeira e a Conta Prêmio

Esta é minha nova forma de separar o dinheiro que recebo mensalmente.
Tenho diversas "contas", que são:

1- conta corrente. Dos gastos do mês.
2- conta reserva de segurança.Valor fixo. Sem aportes.
3- conta reservas/despesas anuais. Para impostos, manutenção carro, férias. Aporte mensal.
4- conta Longo Prazo.São os meus investimentos. Aporte mensal.
5- Conta diversão. 10% da renda. Gasto mensal.
6- Conta prêmio. Aporte mensal. Valor a definir. Utilização quando desejar.

Vou expor o assunto sobre 2 contas:

Sobre a conta diversão:
Esta vem do autor do livro "Os Segredos de uma Mente Milionária" do T.Harv Eker. O bacana é que ele propõe torrar mesmo os 10%, você deve gastar tudo no mesmo mês! Isso pra te dar sensação de como é ser rico e te recompensar pelas outras economias. Eu já devo gastar isso, na maioria dos meses. Mas a mudança que fiz é que levarei na minha carteira, em dinheiro mesmo. Separado. Mas nunca tive o DEVER de gastar. Vou experimentar para ver como é, se sobrar, é claro. Já gasto muito com diversão.rs


Esta abaixo é a que realmente gostaria de expor. "Inventei" ontem. rs

Sobre a conta prêmio:
Várias pessoas e consultores financeiros falam sobre recompensas para as metas de curto, médio e longo prazos. Dizem: “você precisa comer algumas cenouras no meio do caminho. Se conseguiu juntar mais que X, se recompense. Compre um presente, faça uma viagem curta, etc." Isso não funciona para mim, porque esse X talvez esteja grande demais, ou porque o X que realmente gostaria, pagaria um esforço muito alto, que talvez prejudicaria demais o presente em prol de um futuro incerto. Fiquei com pensamentos na minha mente borbulhando, fervendo igual louco... Já que faço um orçamento tão bem planejado e rigoroso para para despesas e reserva a longo prazo, por que não fazer um para me premiar ?

Benefícios esperados:

- Tirar a ansiedade e culpa de gastar dinheiro com pequenos desejos de consumo.
- Não retirar nada da conta de Longo Prazo (nunca retirei mesmo...rs) mesmo que o real esteja maior que o planejado.
- Me premiar pela disciplina de economizar dinheiro.
- Sentir que o tempo presente também está sendo beneficiado com essa minha preocupação e organização financeira.

Sei que é um tipo de conta que vai me impactar mais na questão da capacidade de economia para o investimento a longo prazo, mas acredito que o benefício irá valer a pena. Vou tentar amenizar essa perda sendo mais severo, buscando mais economia nas despesas mensais. Afinal, agora serei premiado para ser mais econômico! rs

Percebo que a maioria das minhas decisões financeiras são para mais para cuidar das minhas reações emocionais do que puramente matemáticas.

5 comentários:

  1. O seu último parágrafo resumiu tudo. Precisamos de "enganar" o emocional com uma premiação satisfatória pelo esforço em economizar. É isso aí,

    Abcs

    ResponderExcluir
  2. ID,

    É planejar o que tem que ser feito racionalmente e não deixar a emoção dominar.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Quase nada a ver com o teu texto....

    Eu sugeri (para mim mesmo e já fiz) e para os meus irmãos, abrirmos cada um, uma conta específica, pingando um valor memsalmente para ajudar os nossos pais que já estão idosos (77 anos o pai e 72 anos a mãe), para podermos dar a devida assistência que os filhos DEVEM dar aos pais na velhice.

    Abri a conta (caderneta de poupança) em julho e pingo mensalmente R$ 100,00. Se daqui a um ano eu precisar, serão menos R$ 1.200,00 a ser subtraídos dos meus investimentos ou da minha reserva de emergência.

    ResponderExcluir
  4. Gaúcho,
    E seus pais já têm plano de saúde?
    Se não tiver, acho melhor pagar um plano de saúde do que guardar esse dinheiro. Internações, operações são caras demais. Só guardando, talvez não consiga pagar todas essas despesas ocasionais.

    ResponderExcluir
  5. Prezado Investidor Defensivo.

    Vou levar em conta a tua sugestão, com certeza, pois eles não tem plano de saúde. E devido à idade deles, não vai sair barato, mas é uma coisa a ser pensada.

    Grande abraço

    ResponderExcluir