sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A melhor forma de entrar e sair da bolsa


http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/a-melhor-forma-de-entrar-e-sair-da-bolsa?page=1&slug_name=a-melhor-forma-de-entrar-e-sair-da-bolsa

6 comentários:

  1. eai defensivo, vamos tentar mudar o pessamento do investidor brasileiro, acredito que blogs como o seu e de outros trazem boas informacoes para quem ta comecando, quem investe sabe que na bolsa para formar seu patrimonio as pessoas nao deveriam sair e sim localizar sempre o melhor ponto de entrada, como no momento atual esse ano foi o ano em que eu mais comprei acoes pois o mercado esta muito abaixo em relacao ao crescimento do pais, dps de a pessoa acumular capital e patrimonio ai sim comecaremos uma nova etapa de usar o capital de risco (5,10,15%) do patrimonio para conseguir fazer trades ou arriscar em empresas de menor porte, mas ficar entrando e saindu da bolsa nao seria a melhor decisao, boas festas de fim de ano, ate sexta que vem será que vamos pra 62k? estou apostando nesse fexamento para o ano e voce?

    ResponderExcluir
  2. Só digo duas coisas:
    1º - Não existe a melhor forma de investir na bolsa, pois depende do momento, das empresas, da psicologia, dentre outras variáveis.
    2º - Esse estudo já está mais do que batido. Ele não foi o 1º a fazer este estudo e não será o último a comprovar o que todos eles já comprovaram. Neste livro http://alemdapoupanca.blogspot.com/2011/12/livro-investindo-em-acoes-no-longo.html o autor já tinha feito um estudo e conclui a mesma coisa.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Saimon,
    Vc escreveu freneticamente e ansiosamente esse comentário seu... Muita coisa junta.rs
    Não to apostando em nada não. Apesar de emocionamente querer que a bolsa suba, racionalmente seria melhor ela ficar desse jeito por mais pelo menos uns anos para comprarmos mais.
    Subir com pouco capital que tenho, não adianta.

    Além da Poupança,
    Concordo com os 2 itens que vc citou.
    E infelizmente a bolsa é longo prazo mesmo. Pena que vivemos pouco. Se vivessemos 200 anos, esperar 20 a 30 anos seria mais fácil.
    E é mais ou menos comprovar o óbvio. Não precisa ser doutor para comprovar isso.rs
    Igual enriquecer. Basta vc gastar sempre menos que vc ganha. O problema é o tempo que vai gastar para alcançar seu objetivo.

    abs!

    ResponderExcluir
  4. É isso mesmo: gastar menos do que se ganha!
    Simples assim.
    Provavelmente, a primeira vez que li algo sobre educação financeira (não se usava o termo à época), foi uma reportagem da revista Veja sobre formação de riqueza (década de 90). A mensagem era: poupar sempre e investir, deixando os juros compostos trabalharem a favor da pessoa.
    Desde que comecei a ganhar meus primeiros trocados (dinheiro de aulas particulares e estágio - salário mínimo), "sempre" guardei dinheiro, primeiro na poupança, depois em fundos DI/RF e, finalmente, em ações, PGBL, fundos imobiliários, ouro.
    Anos atrás, bastava "por" o dinheiro num fundo de banco para ver o capital crescer. Hoje, com os juros em queda e o Brasil, "aparentemente", caminhando para se tornar uma economia mais sólida, os "poupadores" vão precisar de mais conhecimento para se aventurar como "investidores", assumindo mais riscos.
    Nos últimos 15 anos, consegui juntar um belo patrimônio material para benefício da família: apartamento, carro, etc. Agora, o desafio é ter disciplina para que, nos próximos 20 anos eu consiga engordar meu capital "previdenciário", para me aposentar dignamente aos 60.
    Feliz 2012.

    ResponderExcluir
  5. É isso aí anônimo.
    Belo exemplo de disciplina.
    Feliz 2012 para todos!

    ResponderExcluir
  6. Olá além da Poupança, o professor Jeremy Siegel tinha feito o estudo para o Brasil? Li o livro e o estudo que ele fez para os EUA é muito mais simples.

    Acho que você deveria ter mais cuidado com seus comentários.

    ResponderExcluir