sábado, 3 de setembro de 2011

Podemos confiar nos administradores de fundos ?

Trouxe um comentário do post do Blog Viver de Renda, pois me interessa muito e vale a pena um post sobre isso e deixar registrado nos meus "estudos".


"Thiago disse...
Investidor Defensivo, eu concordo que BOVA11 e PIBB11 são praticamente iguais. Mas investindo nos dois a liquidez melhora um pouco (apesar de que o BOVA11 já está excelente em termos de liquidez). Além disso, eu me exponho menos ao risco das empresas que gerenciam o fundo. Eu não conheço muito essas empresas e tenho um pouco de medo quanto ao risco inerente a elas. Sei que a Blackrock é uma empresa imensa nos EUA, mas de qualquer forma, se não fosse o resgate pelo governo, AIG, Merrill Lynch, Fannie, Fredie e etc não existiriam mais depois de 2008. Gostaria até que alguém mais entendido disso falasse mais a respeito."

Será que podemos confiar nos administradores de fundo, como o Blackrock ou seria sensato mesmo ter mais de um administrador ? Paranóia ? O Thiago me passou uma preocupação que nunca tinha atentado sobre isso.

4 comentários:

  1. Sempre desconfie... Vale a pena olhar esse post do Valores Reais. FIND11 tem uma concentração forte em Itaú e é gerido pelo próprio Itaú. É ao mesmo tempo investimento e investidor em si próprio. Sei lá.

    http://www.valoresreais.com/2011/04/12/novo-etf-que-segue-o-indice-financeiro-it-now-ifnc/

    ResponderExcluir
  2. Manoel,

    O que falou sobre o FIND11 é bobagem. O fundo é passivo e segue o indice financeiro que é determinado pela BMFBOVESPA. Obviamente em um fundo do setor financeiro o Banco Itau, 2º maior banco do brasil, vai ter um percentual razoavel de representação no indice. O ITAU também administra o PIBB11.

    ResponderExcluir
  3. Sei lá, tive a mesma preocupação quando comecei a olhar os fundos de índice e continuo com esses medos. Por isso mesmo, resolvi dividir, parte aplico em SMAL11 (iShares) e outra parte, ao invés de aplicar em BOVA, aplico em PIBB, para evitar que fique tudo na mão da iShares.

    ResponderExcluir
  4. Pois é pessoal. Tenho que pensar mais sobre esse assunto...

    ResponderExcluir