sábado, 26 de março de 2011

Visão detalhada sobre colchão de segurança e conscientização de reserva para investimento a longo prazo

Primeiramente irei citar a minha ordem atual de utilização do dinheiro por camadas:

1- Cartão de crédito (gasto consciente hein!)
2- Dinheiro na carteira
3- Cartão de débito onde o dinheiro está aplicado em um fundo de rendimento diário com débito automático
4- Poupança (colchão de segurança)

Esta ordem utiliza o raciocíonio de manter o máximo possível o dinheiro que está aplicado gerando algum rendimento.
Depois destas 4, vem as duas camadas que devemos nos esforçar para nunca retirar dinheiro. Se necessário, apenas balancear.

5- Investimentos de renda fixa (Tesouro direto e outros)
6- Investimentos de renda variável.


Segue abaixo os objetivos do colchão de segurança:

1 - Proteger quanto a gastos de emergência.
Todo lugar que li sobre colchão de segurança só cita este. Seria doenças, gastos imprevisíveis, etc.

2 - Proteger quanto os seus desejos de consumo.
Entendo que, tão perigoso quanto os gastos de emergência, são os desejos de consumo.Considero que os desejos de consumo não são ruins. São prêmios periódicos pelo esforço de cuidar dos investimentos.
Se planeje para que o colchão de segurança possa ser gasto também para te presentear.

3 - Se conscientizar que longo prazo é longo prazo !
Eu custei a visualizar isto e entender o porquê aconselham o colchão de segurança de até o valor de 6 meses das despesas mensais.
Não adianta investir em ações se daqui a 1, 2 anos, você precisar de retirar o dinheiro para uma emergência, ou ficar com tentação absurda de querer comprar algo e ficar se martirizando.
O que você poderá fazer se a necessidade ou tentação surgir e não tiver o colchão de segurança é rezar para acontecer essa necessidade ou vontade em um período de alta nas bolsas. Reze muito. Porque atualmente está triste. rs

Infelizmente investir a longo prazo é investir um dinheiro que não temos necessidade de gastar...
Difícil ter isso hoje em dia, pelo menos para a maioria, não ? rs

Concluída a formação do exército do colchão de segurança, você poderá remanejar futuros soldados ($$$) para o exército da liberdade financeira (itens 5 e 6)

O colchão de segurança é sua última camada de defesa de seus investimentos de longo prazo !
Tenha uma quantidade razoável de soldados da liberdade financeira ($$$) equivalente ao de Israel para te defender!

Coloque o colchão de segurança no front de batalha e deixe os soldados do investimento a longo prazo, a uma "distância segura de ataques" (necessidade de utilização), produzirem a BOMBA ATÔMICA (juros compostos).

Segue um planilha de planejamento à curto prazo que estou utilizando para cuidar do meu colchão de segurança. Clique aqui.
O que acho interessante nela é proporcionar a visão de gastos futuros a curto prazo afim de aumentar a reserva antes mesmo do mês do gasto futuro acontecer. Creio que erramos menos nas previsões de 1 a 2 anos.

2 comentários:

  1. Uma dica que estou usando nos ultimos dois meses, seria com relação ao CDB. Sempre recebo no dia primeiro do mês e coloquei meu cartão de crédito e outras contas no final do mês, dia 28 ou 29, assim quando recebo meu salário deixo boa parte dele em CBD, a 90% do CDI, o que me garante uma renda extra interessante, praticamente o que teria em poupanca, ou ate um pouco mais, em menos de 30 dias, ja que essas aplicacoes não teem mais IOF. Outra coisa importante, estou usando Itau iConta, que não cobra mensalidade, excelente para investidores como nós.

    ResponderExcluir
  2. Olá TS2!
    - Boa dica esta do cartão de crédito! Irei aplicá-la!
    - Sobre o CDI:
    Estou ainda na dúvida se 90% do CDI supera a poupança. Pelas minhas análises, não supera.
    Se puder, analise meu post, e me corrija, se estiver errado:
    http://investidordefensivo.blogspot.com/2011/01/analise-de-rendimento-poupanca-x-cdb.html

    Sobre o ItauiConta é bacana. Mas já trabalho com 2 outros bancos. O que futuramente vou tentar fazer é manter só o banco que recebo o meu salário. Mas tenho que analisar antes se não perco alguma vantagem, benefício e ou facilidade do banco que irei fechar a conta. Não sei se realmente vale a pena ser tão radical e ter sempre conta em 1 banco só. Talvez o custo/benefício valha a pena. Ainda estou pensando sobre isso.

    Obrigado pelas dicas! abs!

    ResponderExcluir